Gravidez Tubária Sintomas, Duração e Como é o Tratamento?

A gravidez é algo bastante esperado por aquelas que têm o sonho de ter um filho. Entretanto, é um período que exige diversos tipos de cuidados para evitar ou tratar complicações como a gravidez tubária. Descubra o que é este tipo de gravidez e como é o tratamento.

Mulheres enfrentam complicações de vários tipos antes, durante e após a gestação. É importante saber como proceder em situação adversas para preservar a saúde materna e fertilidade. Além disso, existem meios de prevenir alguns tipo de complicações que impedem uma gravidez saudável.

Gravidez Tubária O Que é?

Gravidez Tubária - Se Liga Saúde
Como Tratar uma Gravidez Tubária?

A gravidez tubária é conhecida também como gravidez ectópica. Este tipo de gravidez é aquela que acontece fora da cavidade uterina. Falando de maneira mais específica neste caso, ela acontece na região de uma das trompas de Falópio.

Contudo, pode acontecer também na região abdominal, em um dos ovários ou no colo do útero. Em cada situação é indicado um tipo de tratamento conforme a quantidade de semanas de gestação.

Mas, quando ela ocorre dentro das trompas, que é o canal que liga o útero ao ovário, existe a possibilidade de proporcionar risco de vida para a mãe, em caso de rompimento da tuba. Sendo assim, o diagnóstico preciso e o tratamento mais rápido poderá evitar complicações.

Leia Perder Peso para Engravidar com Hábitos Saudáveis

Gravidez Tubária Quais Sintomas?

Os sintomas de uma gravidez tubária são os mesmos de uma gravidez normal, porém com alguns agravantes:

  • Enjoo;
  • Atraso da menstruação;
  • Cansaço excessivo;
  • Dor local em um dos lados da região pélvica;
  • Sangramento que vai se intensificando;
  • Dor durante a relação sexual.

Através do exame de ultrassonografia, é possível diagnosticar este tipo de gravidez. Normalmente, este diagnóstico é feito antes da 12ª semana de gestação. Este exame permite visualizar exatamente onde o embrião foi implantado.

Quanto mais cedo for iniciado o tratamento, mais chances de sucesso e preservação da vida materna e da fertilidade. Após a descoberta da gravidez, caso seja percebido qualquer sintoma suspeito, procure o atendimento de urgência para uma avaliação.

Gravidez Ectópica Fatores Agravantes

Existem alguns fatores que levam a maior probabilidade de uma gravidez tubária, entre eles podemos destacar:

  • Gravidez tubária anterior;
  • Utilização inadequada do contraceptivo DIU;
  • Infecções ou inflamações na região pélvica;
  • Diagnóstico de endometriose;
  • Infecções por DSTs;
  • Cirurgias anteriores nas trompas;
  • Tratamento de laqueadura nas trompas;
  • Idade materna acima de 35 anos;
  • Diagnóstico de infertilidade.

Gravidez Ectópica Como Tratar?

A gravidez ectópica deve ser tratada assim que descoberta. O quanto mais cedo o tratamento melhores chances de sucesso, como falamos. Em alguns casos, a mulher sofre um aborto espontâneo, onde o próprio organismo expulsa aquela gravidez naturalmente.

Sendo assim, ao perceber um sangramento importante, deve-se procurar o atendimento de urgência para o diagnóstico adequado. Pois muitas vezes, não é necessário nenhuma intervenção médica. Apenas é verificado a diminuição do nível do HCG, para certificar que não há resíduo algum daquela gravidez.

Há também o tratamento através de medicamentos, como por exemplo o metotrexato.  Após a utilização, deve-se aguardar alguns dias e avaliar se ainda há a presença do HCG no sangue.

Contudo, em casos de gestação mais evoluída, o indicado é a realização da cirurgia de laparoscopia para a interrupção da gravidez. E assim, impedir possível ruptura da trompa. O que ocasionaria uma hemorragia interna e o risco para a vida materna.

Fertilidade Após uma Gravidez Tubária

Uma das principais preocupações da mulher após o diagnóstico de uma gravidez tubária é com a fertilidade. Ela teme não poder engravidar novamente. Porém, se o tratamento foi realizado de maneira eficaz, ela poderá ter uma gravidez saudável, posteriormente.

Entretanto, em caso de rompimento da trompa de Falópio devido a gestação ectópica, as chances de engravidar naturalmente diminuem. Contudo, existem, pois a mulher ainda possui uma trompa saudável.

Por outro lado, se a mulher passa por situações que incapacitam o funcionamento de ambas as trompas, suas chances de engravidar ainda existem. Embora tenha que recorrer ao auxílio do tratamento de fertilização in vitro para realizar o sonho de ser mãe.

O importante é lutar conforme as suas possibilidades para alcançar o seu objetivo. Um diagnóstico preciso é de extrema importância no direcionamento de qual caminho percorrer. Porém, vale dizer que a preservação da saúde da mulher deve ser primordial.

Veja Noz da Índia Emagrece Mesmo Benefícios Efeitos Colaterais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *